A criação de sites está cada vez mais acessível a qualquer pessoa que queira disponibilizar um projeto de qualquer natureza, seja um blog, e-commerce ou página institucional. Muitas vezes é necessário mexer na estrutura desse site de um jeito mais técnico, editando os arquivos do site. Mas editar o código de um site sem um programa adequado pode ser um problema.
Imagem internet
Um bom editor de texto que funcione como um editor HTML é o primeiro passo para desenvolver para Web. Atualmente, com tantos tutoriais para aprender diversas linguagens da Web, existem muitas opções de editores para facilitar a interação com essas linguagens. Acompanhe o artigo e escolha o editor que mais se adeque as suas necessidades.

1. Atom

O Atom é um editor de texto de código aberto desenvolvido pelo GitHub e sua comunidade. O programa também funciona com um editor HTML, o código é open source e está disponível em seu repositório do GitHub. Além disso, download e a instalação são gratuitas e diversas opções de personalização de acordo com o gosto do usuário.

Por ser open source e ter o apoio do GitHub, o Atom é um dos editores de código mais populares na Web. Criado com as tecnologias da Web (HTML/CSS/JS) e Electron, o editor é ideal para trabalhar com as linguagens da Web e está disponível para Windows, Linux e macOS.
O Atom extramente extensível, são mais de 6 mil pacotes que adicionam funcionalidades extras disponíveis através do gerenciador de pacotes do Atom, o Atom Package Manager (APM). Apesar de ser bastante poderoso, um dos maiores criticismos da ferramenta está em relação ao desempenho e no tempo de inicialização.

2. Sublime Text

Sublime Text é o editor que inspirou a maioria dos editores de código modernos que você encontra hoje. Diferente dos editores mais populares de hoje, que foram construídos com as tecnologias da Web, o Sublime Text é um editor nativo, escrito em C++ e Python, e consegue ter um desempenho melhor que editores como Atom e VS Code.
Mas tudo isso tem um custo, o Sublime Text é não é um editor de texto livre e nem é grátis, o que pode ser um impedimento para alguns usuários. Apesar de algumas partes do programa terem serem open source, como o gerenciador de pacotes Package Control, o editor em si, tem seu código fechado.

Ainda que pago, o Sublime Text permite o uso gratuito por tempo indefinido. O programa funciona normalmente, o único problema é que de vez em quando você vai receber uma janela pedindo para comprar uma licença.
O Sublime Text está em sua terceira versão e é considerado como um dos editores mais estáveis atualmente, a sua licença custa US$ 70, um pouco mais de R$ 200,00, e felizmente só precisa ser paga uma vez. O editor está disponível para Windows, Linux e macOS, você pode baixá-lo aqui.

3. Visual Studio Code

O Visual Studio Code foi uma boa surpresa pra quem estava procurando uma alternativa para o Atom e o Sublime Text. O VS Code é um editor de textos e códigos desenvolvido pela Microsoft, algo que não é comum nas outras ferramentas da empresa. O VS Code tem um grande apelo para o desenvolvimento com Node.JS e TypeScript, e geralmente é recomendado para quem trabalhar com desenvolvimento Web.

Apesar do VS Code também ser desenvolvido com as tecnologias Web (HTML/CSS/JS) e Electron, a Microsoft não poupa esforços quando se trata de desempenho. O VS Code consegue apresentar uma performance consideravelmente melhor que o Atom quando se trata no tempo de abertura do programa.
No entanto, o VS Code é mais recente e ainda tem menos extensões que o Atom, e ainda tem quem resista em utilizar qualquer software da Microsoft. Mas parece que isso vem mudando, o editor é bastante popular no GitHub e por ser open source, também conta com a contribuição da comunidade.

4. Notepad++

Um dos editores de texto mais populares no Windows é o Notepad++. O editor teve sua primeira versão lançada em 2003, são mais quase 15 anos de Notepad++. Exclusivo para Windows, o Notepad++ é famoso pela simplicidade e principalmente, o seu desempenho.
Escrito em C++, o Notepad++ é um dos editores mais rápidos disponíveis para a plataforma. Para ter uma ideia da popularidade do programa, o Notepad++ inspirou o editor Notepadqq, uma alternativa criada para o Linux.

O Notepad++ é open source e o seu código está disponível no GitHub, sob a licença GPL v2. Apesar da aparência simples e tradicional, o editor é muito poderoso, conta com diversos recursos e plugins. Para baixar o Notepad++, acesse o site oficial.

5. Brackets

Embora pertença a Adobe, este editor HTML é de código aberto e gratuito. É totalmente personalizável por meio de extensões, e permite o usuário pode trabalhar em mais de um documento ao mesmo tempo. A configuração leve torna possível editar HTML, CSS, JavaScript, PHP e outras linguagens da Web.

O download do Brackets pode ser feito neste link. A interface intuitiva auxilia mesmo os programadores iniciantes. Entre seus diferenciais, está o modo LivePreview, permitindo a abertura do projeto ao lado do editor de códigos para verificar os efeitos das alterações ao mesmo tempo em que são executadas.

6. Geany

Outra boa opção de editor de texto e editor HTML multiplataforma é o Geany. Totalmente gratuito, o Geany é compatível com Linux, macOS, Windows e até BSD. O editor de texto e códigos já tem mais 11 anos, e já faz parte dos repositórios oficiais nas distribuições GNU/Linux mais populares.

O Geany foi desenvolvimento em C/C++ e é um dos editores mais rápidos e completos para Linux, podendo substituir até uma IDE (Ambiente de Desenvolvimento Integrado) em alguns casos.
Além de servir como um editor HTML, o Geany suporta diversas outras linguagens, como C e Pascal. O Geany também pode ser configurado para compilar, executar e exibir o programa na própria interface. O programa ainda é open source e está disponível gratuitamente, você pode baixá-lo aqui.

7. CodeAnywhere

Que tal um editor de texto que funcione direto no navegador e sirva também como um editor HTML? Esta é a proposta do CodeAnywhere, já considerado o "Google Docs para desenvolvedores". É possível editar seu projeto de qualquer computador com acesso a internet e um navegador. Todos seus arquivos são salvos nuvem e você continuar o trabalho de onde parou depois.

Todos os elementos da página podem ser compartilhados em tempo real via CodeAnywhere, que você pode conhecer melhor neste link. Além disso, você pode abrir quantos editores em quantas abas você quiser. O CodeAnywhere planos pagos, mas também tem um plano gratuito que deve servir perfeitamente para arquivos de um site intermediário.

8. Eclipse

Eclipse é mais do que um simples editor HTML, é um ambiente de desenvolvimento integrado (também conhecido como IDE). Além de suportar a edição de textos e códigos HTML, também é possível usar o Eclipse para programar em diversas linguagens, como PHP, Python e até Java.

Na página de downloads do Eclipse, o programa é distribuídos em diferentes versões, cada uma com foco em um tipo de desenvolvimento. Se você pretende usar desenvolver com PHP, basta escolher a versão do Eclipse destinada à programação com esta linguagem.

9. PhpStorm

Para quem está decidido a trabalhar com PHP, o PhpStorm é uma excelente opção. Assim como o Eclipse, o PhpStorm também é uma IDE, mas focada exclusivamente no PHP. Além do PHP, é possível usar este editor para HTML, CSS, JavaScript e CoffeeScript.

Outro destaque do PhpStorm está na integração com sistemas de controle de versão, desenvolvimento remoto, ferramentas em linha de comando, e claro, o gerenciamento de bancos de dados SQL – tudo isso numa interface polida pela JetBrains. O PhpStorm é um programa pago, mas pode ser usado gratuitamente por 30 dias.
Dica: para quem é estudante de universidade, é possível obter uma chave de licença gratuita do PhpStorm e outros programas da JetBrains gratuitamente.

10. CodePen

Quando estamos trabalhando com HTML, muitas vezes só precisamos fazer uma edição rápida e ver o resultado em tempo real. Para esse tipo de situação, o CodePen é uma excelente opção de editor HTML. Este editor funciona completamente no navegador, e nem é necessário fazer um cadastro ou criar uma conta para usá-lo.

Ao acessar o editor do CodePen, você tem acesso à 3 campos: editor HTML, CSS e JavaScript. Basta inserir os códigos em seus respectivos campos para visualizar as alterações em tempo real. Depois de realizar as edições, é possível compartilhar os códigos com um link que é gerado pelo CodePen.

Bottom Ad [Post Page]