Mudanças na estrutura física, em processos de emissão de documentos e parceiras com instituições públicas e privadas foram medidas adotadas nos primeiros 45 dias de gestão

Com o objetivo de otimizar os serviços oferecidos nas unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs), o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), realizou uma série de medidas de reestruturação durante os primeiros 45 dias de gestão e aumentou em 25% o número de atendimentos no mês de janeiro.
FOTOS: KARLA MENDES/SEJUSC
Mudanças na estrutura física, em processos de emissão de documentos e parceiras com instituições públicas e privadas foram as medidas adotadas neste primeiro momento.
O secretário executivo de Cidadania da Sejusc, Iramylson Freitas, afirma que, neste processo, todas as 12 unidades administradas pelo órgão, incluindo os espaços do interior, passam por mudanças.
“Em nosso trabalho de reestruturação, melhoramos diversos setores, entre eles o processo de emissão de identidades de primeira e segunda via, aumentando o número de fichas disponibilizadas dentro dos PACs, que passou de 20 para 80 vagas diárias”, comenta.
Treinamento – Desde o início do ano, os funcionários que atuam nos PACs passaram por diversos treinamentos, com o intuito de otimizar o atendimento.
A Sejusc também sistematizou o processo de produção de relatórios para facilitar diagnósticos e tomadas de decisão. Desde o dia 12 de fevereiro, os servidores estão recebendo um “Guia de Indicadores dos PACs”, que, através de uma rede online, oferece relatórios de atendimento atualizados diariamente.
Parcerias - Entre as instituições parceiras mais procuradas nas unidades estão os Correios, com uma média de 5.278 atendimentos; a Secretaria Municipal de Finanças (Semef), com 5.248 pessoas atendidas; as Agências do Bradesco, Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e as empresas Águas de Manaus e Eletrobras Distribuidora de Energia.
Para a secretária da Sejusc, Caroline Braz, o fortalecimento de parcerias é um dos pilares adotados pelo órgão nesta gestão.
“Nossos parceiros apostaram em nosso trabalho e reforçaram também suas equipes para abranger uma maior quantidade de pessoas”, destaca.
Crescimento – Em 2018, foram registrados 164.801 mil atendimentos, enquanto que neste ano 206.655 pessoas utilizaram os serviços no mesmo período, um crescimento de 25%.
Os dados mostram ainda que as unidades das zonas leste e norte foram as que mais receberam solicitações do público, com 39 mil atendimentos no PAC do bairro Cidade Nova e mais de 37 mil pessoas recebidas no PAC do bairro São José.
Em comparação a janeiro de 2018, o número de atendimentos no PAC do bairro Cidade Nova, que é o mais procurado pela população, duplicou, passando de 16 mil para 39 mil pessoas atendidas.
Emissão de 2ª via – Durante o mês de janeiro, a Sejusc também registrou a emissão de 5.889 segundas vias de carteiras de identidade. No mesmo período de 2018, foram produzidas 4.251.
Até o dia 19 de fevereiro, mais de dois mil documentos de identificação perdidos foram coletados nas unidades de atendimento. No fim de cada mês, a Sejusc divulgará a lista de identidades entregues nos postos.
Unidades - Atualmente, a Sejusc gerencia 12 unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs), sendo quatro unidades nos municípios de Itacoatiara, Iranduba, Manacapuru e Parintins; e oito localizados na capital do Estado.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).


Bottom Ad [Post Page]