A Justiça de Minas Gerais expediu na noite deste sábado mais uma decisão de bloqueio de R$ 5 bilhões da Vale, devido ao rompimento de uma das barragens da empresa, em Brumadinho, em Minas Gerais, atendendo assim, pedido do Ministério Público estadual.
EFE/Antonio Lacerda
O objetivo da medida é garantir recursos e reparar os danos causados as pessoas atingidas pela tragédia. Ontem, já havia sido determinado um bloqueio no mesmo montante, também a partir de solicitação da promotoria mineira.
Já o governo de Minas Gerais conseguiu um bloqueio de R$ 1 bilhão, também acatado pela justiça. Com isso, o valor total chega a R$ 11 bilhões.
Além disso, a companhia de mineração recebeu duas multas, uma do Ibama, de R$ 250 milhões e outra do governo estadual de R$ 99 milhões, por causa do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho.
A Defesa Civil informou neste domingo que 37 pessoas morreram, sendo que 16 já foram identificadas. Além disso, 287 pessoas ainda não fizeram contato, 192 foram resgatadas com vida e 361 foram localizadas, após terem sido consideradas desaparecidas.

Bottom Ad [Post Page]