O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), vai montar um plano de ação para alavancar a produção de ovos no estado. Para isso, a ideia é fechar parcerias com instituições como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), Instituto Federal do Amazonas (Ifam) e  Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). “Vamos unir esforços e criar alternativas para que nos tornemos competitivos no mercado nacional”, afirma o secretário da Sepror,Petrúcio Magalhães Júnior.
FOTO: DIVULGAÇÃO
O secretário também falou sobre a capacitação dos produtores, por meio do Dia de Campo do Avicultor. “Um dia totalmente voltado para o setor, com cursos e palestras de temas diversos, como a Bioclimatologia Animal, priorizando o bem-estar da ave e o controle da Salmonelose, que pode contaminar tanto as aves quanto os ovos, trazendo grandes prejuízos aos produtores”, explica o secretário.
Dados do Senso Agropecuário de 2016/2017 mostram que em 10 anos houve um aumento de 137% na produção de avicultura no Amazonas. Em 2019, a perspectiva é de que os números sejam ampliados, com a instalação de aproximadamente 444 criadouros, a criação de 2.479 milhões de aves e a produção de 1.267 milhão de caixas de ovos, segundo o engenheiro agrônomo do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (Idam), Sebastião Mendonça.
“A exploração de aves poedeiras, criadas apenas para pôr ovos em granjas, está consolidada no estado. A tendência são as construções de pequenas instalações de granjas em diferentes regiões”, lembra Sebastião. “Nossa maior vantagem é o frescor e a qualidade dos nossos ovos, o consumidor percebe isso”, destaca Luiz Mário Peixoto, vice-presidente da Comissão de Avicultura do Amazonas.
O tema foi tratado durante a 1ª Reunião da Comissão de Avicultura da Federação de Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), nesta quarta-feira (16/1), que contou com a participação de representantes e produtores do segmento.

Bottom Ad [Post Page]