Comissário de bordo, comissário de voo, aeromoça, e outros termos, são comuns para quem viaja frequentemente de avião em território nacional. Não é difícil notar quais são as funções desses profissionais quando se está dentro da cabine e a sua importância para que tudo corra bem durante uma viagem.
Foto divulgação
Os profissionais que trabalham a bordo dos aviões são chamados de comissários, simplesmente por fazerem parte de uma comissão delegada para executar tarefas em conjunto, designada a cumprir as funções que fazem parte do escopo de trabalho de uma companhia aérea dentro das aeronaves. O Pessoal Navegante Comercial, chamados também de Pessoal de Cabine, são os tripulantes responsáveis pela segurança e comodidade dos passageiros a bordo, diferentemente do que é chamado de Pessoal Técnico, que são os pilotos e copilotos que compõem o restante da tripulação. Na verdade, comissário de voo e comissário de bordo são dois termos que descrevem o mesmo tipo de profissional. Em uma análise rápida, o comissário de voo deverá estar necessariamente a bordo da aeronave e por isso não há a diferenciação.

Aeromoça é, na verdade, um termo cultural utilizado no Brasil e em Portugal para designar o comissário de voo do sexo feminino. Pode ser chamada formalmente também de “comissária”, ou “assistente” em outros países de língua portuguesa. Há quem chame também de “hospedeira do ar”, mas esse é um termo menos comum. 
Foto divulgação Azul
Como visto nos tópicos anteriores, não há uma diferença funcional entre aeromoça, comissário de voo e comissário de bordo. O principal motivo da diferenciação acaba sendo uma questão simples de gênero masculino e feminino, tendo em vista que os termos “aerorapaz” ou “aeromoço” nunca foram utilizados. Fato é que mesmo que o termo “aeromoça” pareça mais informal, ele nunca foi visto como algo pejorativo entre os profissionais do ar. Pelo contrário. As comissárias normalmente têm orgulho de se descreverem dessa forma para quem pergunta sobre sua vida profissional.

Eles não são tão bonzinhos assim
Os comissários de bordo conhecem muito bem os hábitos dos passageiros frequentes e das famílias que estão confusos enquanto arrumam seus filhos em um avião para o que serão suas únicas férias naquele ano. Há muitas coisas que incomodam os comissários de bordo, mas eles só podem sorrir e suportar. Mas se você realmente soubesse o que estava acontecendo por trás daquele sorriso, você teria uma surpresa.
FOTO TORU YAKAMADA / AFP
É sempre reconfortante ver comissários de bordo cumprimentando você ao entrar na aeronave. É claro que é um excelente serviço ao cliente, mas na verdade tem um motivo oculto para o fazer. Quando os passageiros entram no avião, os comissários de bordo estão fazendo avaliações. Eles observam todos os passageiros e fazem anotações mentais de quem pode ser problemático, de quem está viajando sozinho ou dos passageiros que precisam de assistência adicional caso sejam deficientes ou estejam viajando com crianças. Eles também estão vendo quem pode ser útil em uma emergência.

Eles vão te limitar, se precisarem
Foto Instagram / @ Ikparker716
Preste atenção da próxima vez que você for brigar por mais uma bebida. Não é apenas ilegal para os comissários de bordo permitir que os passageiros fiquem bêbados no voo, é proibido voar intoxicado. Se você acabar quebrando a lei, pode receber uma sentença de até dois anos. Mas pense desta forma: você não precisa exagerar em um voo porque a pressão variável da cabine faz com que o álcool tenha um efeito mais forte em seu corpo do que em terra

Há um “quarto” secreto para os seus cochilos
Chris McGrath/Getty Images
Quando se trata de voos de longa distância, você pode tirar várias sonecas, mas e a tripulação? Eles precisam estar sempre por perto para atender às necessidades do passageiro e estão sempre em pé, mas isso parece muito para um voo com mais de dez horas. Não se preocupe, os comissários de bordo também podem fazer suas pausas. Grandes aviões como os jatos Boeing 777 ou 787 têm cabines “secretas” para funcionários. Esses quartos de dormir sem janelas são construídos acima ou abaixo da cozinha, de modo que é provavelmente onde estará sua comissária de bordo favorita, caso perceba que não a vê há algum tempo.

Eles se comunicam por um código secreto
Instagram / @ futuracomissarfia_
A tripulação de voo usa códigos sutis para se comunicar uns com os outros sobre os acontecimentos no avião sem que os passageiros saibam. Tem coisas que eles precisam dizer um ao outro, mas eles não querem assustar os passageiros. Esses apitos e “bips” que você costuma ouvir durante um voo não são sem motivo. Por exemplo, aqueles “dings” que você ouve no começo e no final de um voo? Isso é para sinalizar à tripulação que os estágios mais perigosos do voo acabaram, já que a decolagem e o pouso são as partes mais “delicadas” do voo.

Este trabalho não é para qualquer um
Scott Olson / Getty Images
Os comissários de bordo podem ter uma vida de jet-set com possibilidade de visitar novos lugares, mas nem tudo é diversão e jogos. |Em terra, muitas pessoas veem as comissárias de bordo como donas de um trabalho glamoroso, mas no ar isso muda à medida que seus empregos são comparáveis ao de uma garçonete. Um trabalho de comissária de bordo é um trabalho exigente. Você está constantemente exausta, às vezes tendo que trabalhar em voos de ida e volta. Você frequentemente recebe chamadas 4 horas da manhã e tem que trabalhar em feriados, para não mencionar o fato de ficar longe de sua família por longos períodos de tempo.

Na verdade, não paga tão bem assim
Mehmet Ali Ozcan / Agencia Anadolu / Getty Images
Os comissários de bordo precisam começar a trabalhar no minuto em que chegam no avião. Isso significa fazer verificações de segurança antes de um voo e depois saudar e ajudar os passageiros durante o processo de embarque, mas nem sempre são pagos, por tudo o que fazem antes do avião decolar. Os comissários de bordo só são pagos pelas horas que o motor liga e o avião começa a taxiar. Então eles não recebem o valor total. Contando as horas gastas longe de casa, mas não no ar, acabam recebendo uma taxa tão baixa quanto US$ 1,50 por hora.

Não há regras contra os comissários de bordo interagindo com passageiros
Reprodução / Web
Quanto aos comissários de bordo se relacionando com passageiros, muitas companhias aéreas não têm políticas. Então, se você achar sua aeromoça bastante atraente, você pode ir em frente e disparar o seu tiro, mas as chances são de que não se saia bem porque os comissários de bordo recebem muitas cantadas. Mais frequentemente, os comissários de bordo são aqueles que lutam contra a atenção indesejada, enquanto eles estão apenas tentando fazer o seu trabalho. Ainda assim, eles podem se encontrar com um parceiro em potencial se quiserem fazê-lo!

Eles têm poder para te prender
Chung Sung-Jum / Getty Images
É melhor você se comportar da próxima vez que voar. Se você ficar muito indisciplinado, seu comissário de bordo tem autoridade para prendê-lo (ou, no mínimo, restringir). Você pode ter visto pessoas sendo removidas de um voo antes de decolar, mas o que acontece quando as coisas acontecem no meio do voo? Se um comissário de bordo realmente precisar, eles têm o poder de restringir passageiros excessivamente agressivos ou que possam causar problemas aos outros passageiros. Eles costumam ter zip ties disponíveis ou eles podem usar as extensões do cinto de segurança como algemas. O passageiro será colocado em uma área onde não poderá incomodar e será removido na primeira parada.

Assistentes de bordo tem que se manter na linha
Anton Novoderezhkin Tass via getty Images
Você pode imaginar que os comissários de bordo devem manter certos padrões visuais para manter seus empregos. Embora as exigências de ter uma certa aparência e uma certa idade sejam antiquadas e há muito esquecidas, ainda há algumas coisas que os comissários de bordo devem ter em mente. Os comissários de bordo precisam ter uma cor de cabelo natural e devem ser puxados para trás se forem longos. O maior requisito que as companhias aéreas procuram nesses dias é a altura. Você não pode ser tão alto que sua cabeça esteja constantemente esbarrando nos compartimentos superiores, mas você não pode ser tão baixo que não possa realizar suas tarefas confortavelmente.

Não é fácil embarcar neste trabalho
Mikhail PochuyevTASS Via Getty Images
Harvard teve uma taxa de entrada mais alta do que a Delta Airlines em suas vagas de emprego em 2010. Se você está tentando se tornar uma comissária de bordo, a competição pode ser bastante intensa. Em 2010, a Delta anunciou 1.000 vagas e recebeu mais de 100.000 currículos. Apenas quatro por cento desses receberam um retorno. Os comissários de bordo têm um trabalho bastante exigente, por muito pouco salário inicial (cerca de US$ 18.000 por ano), mas se você tem excelentes habilidades de atendimento ao cliente e acha que pode lidar com isso, vá em frente! Definitivamente ajuda ser bilíngue.

Gorjetas são aceitas
Foto Vladimir Shtanko/Anadolu Agency/Getty Images
Alguns não sabem que os comissários de bordo podem aceitar gorjetas. E eles não apenas aceitam, mas também apreciam muito. Essas gorjetas podem ajudá-lo a obter um tratamento de primeira classe durante o resto do voo. Um dólar pode não levar você longe, mas não tenha medo de testar sua sorte dando gorjeta. No mínimo, você fará o dia de alguém. Nunca é uma má jogada, e assim como seu garçom favorito, os comissários de bordo só querem um pouco de amor extra também.

Vantagens de ser um comissário
Foto Dustin Downing/Getty Images por Delta Airlines
Os comissários de bordo têm um privilégio que todos os passageiros gostariam de ter. Além de serem pagos para viajar, eles recebem o Santo Graal do vôo: acesso Wi-Fi gratuito e uso de seus celulares. Eles costumam usar seus telefones durante todo o voo sem o conhecimento dos passageiros. Eles podem não ganhar o maior salário do mundo, mas podem viajar pelo mundo e ser pagos por isso. Dependendo de como você olha, isso pode não ser tão ruim assim.

Mão nas costas
Foto Divulgação Airways
Você já reparou que os comissários de bordo parecem sempre cumprimentar os passageiros com as mãos cruzadas atrás das costas? Acontece que há uma boa razão para os funcionários das companhias aéreas fazerem isso. Esconder as mãos facilita a realização da contagem de pessoas à medida que entram no avião – elas estão contando com os dedos! Se você os visse contando com os dedos na sua frente, provavelmente não pensaria muito bem deles. A confiança entre o atendente e o passageiro nunca deve ser quebrada.

Fonte: Sites Ceab Brasil e Desafio Mundial

Bottom Ad [Post Page]