Os quatro principais prontos-socorros da rede estadual de saúde, em Manaus, registraram de janeiro a setembro deste ano 26.474 internações. O número representa um crescimento de 5% no atendimento, em comparação com o mesmo período de 2017, que registrou 25.169 internações.
O crescimento no número de internações nos prontos-socorros na atual gestão foi puxado pelo Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte. Logo no início do governo Amazonino Mendes, em dezembro de 2017, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) abriu 56 novos leitos na unidade, que serviram de retaguarda para os demais hospitais.

FOTO DIVULGAÇÃO ASCOM - SUSAM
O secretário estadual de saúde, Francisco Deodato, afirma que a busca pela ampliação do atendimento nas unidades tem sido uma constante nos últimos 13 meses, seja criando novos leitos ou concluindo obras que estavam paradas. “Em apenas um ano de administração, vários avanços foram obtidos, como a criação de 379 novos leitos, o equivalente a abertura de um novo hospital, e a retomada de obras que encontramos paradas, como a UPA José Rodrigues, na Cidade Nova, a UPA de Itacoatiara e o Hospital do Careiro Castanho, todos já inaugurados”, diz Deodato.

“Dos 56 novos leitos abertos na Zona Norte, colocamos 40 exclusivos para pacientes do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, que é uma unidade bastante demandada. Desta forma, conseguimos desafogar a demanda lá e ampliamos nosso atendimento no pronto-socorro da Zona Norte”, explica a diretora do Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte, Nazaré Limongi.

Entre janeiro e setembro de 2018, o HPS da Zona Norte registrou 4.377 internações. Enquanto em 2017, no mesmo período, o número de internações ficou em 3.103. Os dados são do Sistema de Informações Hospitalares do SUS, do Ministério da Saúde.

Segundo os dados, as internações, nos três primeiros trimestres de 2018 (4.377), quase se igualaram às registradas nos 12 meses de 2017, que foram 4.389. “À medida que ampliamos nosso atendimento, a população passou a buscar mais a unidade”, comenta Nazaré.

Em abril, o HPS Zona Norte se tornou referência no atendimento de casos de sarampo para aquela região, o que também resultou na ampliação de sua capacidade de internação. Na ocasião, o hospital ativou mais 20 leitos exclusivos para pacientes com a doença.

Atualmente, o hospital da Zona Norte opera com 170 leitos. Entre os principais atendimentos realizados na unidade estão os relacionados à clínica geral, pediatria e cirurgia adulto e infantil.

A unidade estadual de urgência e emergência que mais interna é o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto. Em 2018 (de janeiro a setembro), foram 9.084 internações. O número foi um pouco menor que o do mesmo período de 2017 (9.221).

A queda de 1% nas internações deve-se ao fato de que nesta gestão a unidade passou a receber o apoio de leitos do HPS Zona Norte. O HPS 28 de Agosto opera atualmente com 376 leitos. O hospital tem como principais áreas de atendimento a clínica geral, vascular, oftalmologia, urologia e ortopedia.

Zona leste – Os Hospitais e Prontos-Socorros João Lúcio e Platão Araújo, ambos na zona Leste de Manaus, também ampliaram suas internações em 2018. O primeiro passou de 6.767 em 2017 (janeiro a setembro) para 6.853 (janeiro a setembro) este ano. Enquanto o segundo foi de 6.078 para 6.160.
O HPS João Lúcio opera atualmente com 217 leitos e suas principais demandas são nas áreas de clínica geral, ortopedia e neurocirurgia. O HPS Platão Araújo possui 213 leitos e seus principais atendimentos são nas áreas de pediatria, clínico, ortopedia, vascular e urologia.

Fonte: Ascom

Bottom Ad [Post Page]