Recents in Beach

header ads

Sepror lança edital para compra de sementes de malva

Edital fica aberto até o dia 8 de maio
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Produção Rural e Sustentabilidade (Sepror), lançou o edital para a compra de 40 toneladas de sementes de malva, que serão distribuídas para agricultores familiares do Amazonas.
A aquisição e a distribuição dessas sementes para os agricultores visam suprir a necessidade produtiva do Estado de forma contínua, obedecendo à época de plantio, com acompanhamento técnico do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) nas fases de plantio, colheita e pós-colheita, bem como o apoio da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) na comercialização da fibra.
“Este edital de licitação para compra de sementes faz parte do fortalecimento de uma cadeia produtiva importante e tradicional no Estado, que é a da juta e da malva, e visa impulsionar a produção de fibras no Estado”, afirmou o titular da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior.
Uma vantagem na produção da malva é que esta pode ser cultivada em terra firme, ficando livre das enchentes anuais da região do Amazonas.
Para o secretário executivo adjunto de Política Agrícola, Pecuária e Florestal do Amazonas (Seapaf/Sepror), Airton Schneider, um dos principais entraves do sistema de produção dessas fibras é a disponibilidade de sementes de qualidade em tempo hábil.
“Elas não são encontradas para comercialização em casas agropecuárias, por exemplo, por isso este tipo de política pública é importante. É o retorno ao fomento desta importante cadeia, que envolve 12 municípios e 7 mil agricultores que exploram a atividade”, afirmou Schneider.
Produção de fibras no AM – A produção de fibras vegetais é um dos grandes destaques da economia amazonense, representa uma das principais atividades para comunidades ribeirinhas. As fibras são basicamente voltadas à confecção de artigos para sacaria, similares a materiais utilizados na fabricação de papel, vestuário, barbantes e tecidos para estofados e tapetes.
 Segundo dados do Idam de 2018, os maiores produtores da fibra no Amazonas são municípios das sub-regiões Rio Negro/Solimões, Médio e Baixo Amazonas, como Manacapuru/Vila Rica de Caviana, Anamã, Caapiranga, Iranduba, Manaquiri, Beruri, Coari, Codajás, Anori, Urucurituba e Parintins.

Com informações da Assessoria de Comunicação
Fotos: Imagem de Arquivo